Fumar pode prejudicar a pós-cirurgia de Implantes Dentários

Fumar pode prejudicar a pós-cirurgia de Implantes Dentários

Sabia que não se deve fumar após a cirurgia de colocação de Implantes Dentários? Ao fumar está a fazer com que tenha uma maior probabilidade de apresentar problemas na recuperação, como por exemplo, uma cicatrização mais lenta e mais propensa a infecções.

A colocação de Implantes Dentários tem uma elevada taxa de sucesso, superior a 95%, mas esse índice cai consideravelmente em pacientes fumadores. Por outras palavras, fumar está ligado ao sucesso da cirurgia está diretamente ligado à qualidade do osso do paciente e a saúde das gengivas. Uma vez que um dos fatores que poderá atrasar a recuperação da Saúde Oral é o facto do tabaco não ajudar no processo de cicatrização. Por norma, pacientes não fumadores apresentam melhores taxas de recuperação em menor tempo, uma vez que não apresentam fatores de risco para o insucesso do tratamento e consequente recuperação.

Com efeito, fumar – sim ou não? Os pacientes fumadores devem ficar sobre alerta. Claro que não existe uma contraindicação para a cirurgia de colocação de Implantes Dentários, mas requer uma maior atenção e avaliação mais detalhada do caso. O plano de tratamento e orientações a tomar, deverão de ser mais rigorosas a fim de evitar problemas e até mesmo a rejeição do tão desejado implante.

Mas será que conhece todos os malefícios do Tabaco?

Para além dos possíveis problemas que afetam o processo de recuperação pós colocação de Implantes Dentários, o tabaco causa inúmeros problemas à nossa saúde: afeta o estômago, a circulação sanguínea e pode causar vários tipos de patologias malignas. No caso da saúde oral, as principais consequências são as doenças periodontais, pigmentação dos dentes e da mucosa, halitose e cancro oral.

Relativamente à colocação de implantes Dentários, o problema do tabaco está na integração do implante no osso. Os implantes necessitam de oxigénio para fazer essa integração e a nicotina exerce um efeito negativo na circulação do sangue, o que inibe a oxigenação e a cicatrização. Por sua vez, também provoca alterações nos tecidos de suporte do implante, redução do fluxo sanguíneo, alterações das respostas inflamatórias e imunológicas, redução do potencial de cicatrização e, pode sim, causar como já referido, a rejeição do implante.

No fundo, e numa altura em que a consciencialização para os malefícios do tabaco são constantes, lembre-se de que para a sua Saúde Oral pode ser um obstáculo. Pode atrapalhar a realização do sonho de voltar a sorrir, comer tudo o que deseja sem sentir dor, falar e beijar sem vergonha ou medo.

Pense que sem tabaco, e se for esse o seu caso, ao colocar os implantes dentários pode recuperar toda a sua autoestima e segurança para viver sem receios ou vergonha, mostrando um novo sorriso com orgulho.

Medindo todos os prós e contras, a nossa recomendação vai no sentido de o orientar para mudar os seus hábitos e reduzir o tabaco. Vai ver e sentir todos os benefícios dessa mudança no seu corpo, na sua saúde e no seu sorriso.

Que tal começar agora mesmo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *