Linhas de expressão: perceba a sua relação com a saúde oral

Linhas de expressão: perceba a sua relação com a saúde oral

Tem rugas ou linhas de expressão que teimam em não o deixar e que o incomodam? Se a resposta for sim, aqui vai uma dica: agende uma avaliação oral com o seu médico dentista de confiança antes de recorrer a algum procedimento estético. Sabe porquê? A falta de cuidado com os dentes e o próprio desgaste natural, que ocorre com o passar dos anos, provoca mudanças consideráveis na expressão facial. Sabia?

Propomos uma comparação interessante: olhe-se ao espelho e repare como o seu sorriso é hoje; depois compare-o com uma foto sua que tenha alguns anos. Se verificar que a região do nariz está mais descaída, os lábios mais finos e o queixo mais protuberante do que na fotografia que usou para comparação, significa que o seu rosto se transformou.

 

E o motivo pode ser mais do que o natural envelhecimento. E pode ter uma explicação surpreendente: problemas odontológicos, principalmente pela falta de dentes!

Descubra que relação existe entre a saúde oral e as linhas de expressão

Talvez, até ler este artigo, ainda não soubesse como a saúde oral pode ter uma relação direta com a estética. Quando são bem cuidados, os dentes fazem uma grande diferença na imagem que os outros têm de si e também na saúde do seu organismo. Mas, se a sua higiene oral não estiver em dia e se os seus dentes já demonstram estar enfraquecidos ou até já começaram a cair, sugerimos que continue a ler! Temos muitas informações importantes para partilhar consigo!

As rugas e a posição dos dentes

As rugas precoces, que afetam 9 em cada 10 pessoas no mundo, podem ter mais relação com a posição errada dos dentes do que imagina. Isso porque, quando nos faltam dentes ou os temos partidos, estes provocam movimentos na arcada dentária que nem sempre são benéficos para a saúde oral e também para a saúde geral.

Vejamos! Em média, temos 32 dentes e cada um tem uma função específica. Os incisivos cortam os alimentos, os caninos rasgam a comida, os pré-molares e molares trituram a comida.

Caso lhe falte um destes dentes, os outros ficarão sobrecarregados, pois terão que assumir as suas funções. E isso causa desequilíbrios, disfunções e doenças na boca e em todo corpo

Para além disso, a falta de dentes estimula um comportamento diferente nos dentes que continuar a ter, que começam a movimentar-se “à procura” do dente que falta, com o objetivo de manter o equilíbrio da boca. Este comportamento é conhecido como “erupção passiva”. O movimento faz com que toda a arcada sofra alterações e os dentes fiquem desalinhados. 

O resultado? Rugas e as famosas linhas de expressão, que afetam o rosto e transmitem uma imagem diferente do que seria suposto. 

Mas não pense que só a parte estética que pode ser afetada. Saiba que a falta de um único dente é o suficiente para causar uma série de outros problemas, provocar um efeito cascata e gerar consequências devastadoras para a saúde oral. 

Pode desenvolver doenças orais e outros problemas no organismo que, até aqui, provavelmente nem sabia que poderiam ter relação com os seus dentes, como:

Gengivite

Perda óssea dentária

– Enfraquecimento e perda de outros dentes

– Má nutrição

– Alteração da mordida;

Dores de dentes, cabeça, pescoço e coluna

– Disfunção temporomandibular

– Sensibilidade dentária

– Cáries

Mas não fica por aqui…

Os dentes influenciam a posição da língua, a fala, o desenvolvimento facial, a estética do sorriso e o relacionamento psicossocial e emocional do ser humano.

E a estética, como fica?

Além das rugas, há outras questões estéticas que podem ser influenciadas pela falta de dentes ou por problemas com a saúde oral.

A flacidez labial, a boca torta, as bochechas desalinhadas e o desenho diferente do queixo, como a protuberância, também podem ser resultado de disfunções ligadas à má posição dos dentes ou à falta deles.  

 

Além do aparecimento de linhas de expressão precoces, o mau posicionamento dos dentes pode provocar assimetrias faciais que comprometem a estética do rosto. Com isso, começam a aparecer expressões desalinhadas no rosto, como uma sobrancelha mais caída do que a outra. 

Os lábios também podem ser afetados, ficando mais finos, em pessoas que tenham perdido um ou mais dentes ou que possuam uma mordida profunda. 

Mas as questões funcionais também podem ser prejudicadas. Algumas pessoas passam a ter dificuldades a fechar os lábios enquanto mastigam, repousam e até sorrir pode ser algo mais difícil. Essas dificuldades acabam por forçar as funções que deviam ser naturais e, com o tempo, geram contrações excessivas que podem causar o aparecimento precoce de rugas ao redor dos lábios.

A perda dentária e todas as consequências estéticas e funcionais causadas por ela influenciam também na imagem que vemos refletida no espelho, podendo gerar estranheza, desconforto, vergonha e afetar consideravelmente a nossa autoestima. É comum sentirmo-nos envergonhados por termos uma falha que deixa o nosso sorriso menos bonito e harmonioso como antes. E ainda temos que lidar com os curiosos que reparam que algo em nós mudou e que nos enchem de perguntas sobre a falta do tal dente.

Há ainda uma outra questão interessante: muitas pessoas acreditam que quanto mais simétrico for o rosto, maior a probabilidade de reequilibrar outras partes do organismo.

Se os dentes caíram, procure ajuda o quanto antes!

Entre as suas várias funções, os dentes também compõem o nosso sorriso, que é considerado o nosso principal cartão de visitas. É a partir do sorriso que transmitimos as primeiras impressões sobre aquilo que somos. Portanto, o sorriso e, consequentemente, os dentes são responsáveis por muito mais do que a estética oral e o aparecimento das linhas de expressão. Os dentes colaboram para a harmonia de todo o rosto.

Então, para além de evitar as famosas linhas de expressão, saiba que sorrir com saúde é fundamental!

Por isso, se faz parte dos mais de 35% da população portuguesa que sofre com a falta de pelo menos um dente ou se partiu, inesperadamente, um dente, descarregue o material completo que preparámos e saiba o que fazer.

Não espere que o seu rosto dê sinais de que algo está mal com a sua saúde oral. Não deixe que as rugas e as linhas de expressão escondam a sua personalidade ou deixem de revelar a sua essência. 

Se deseja resolver o seu caso e voltar a sorrir, clique aqui. 

Nossa equipa o espera.

 

3 Replies to “Linhas de expressão: perceba a sua relação com a saúde oral”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *