5 dicas sobre o que fazer com o dente que caiu

5 dicas sobre o que fazer com o dente que caiu

Geralmente, seis anos é a idade em que os dentes de leite começam a cair. No seu lugar nascem os definitivos. Crescemos a saber que estes dentes, mesmo que supostamente sejam definitivos, podem cair ou partir-se a qualquer momento, mas nem sempre imaginamos que isso pode acontecer justamente connosco. Por isso é importante estar atento sobre o que fazer com o dente que caiu ou que se partiu. 

São muitos os motivos que fazem um dente cair ou partir-se: andar distraído de trotinete e ter um acidente, mastigar um alimento mais duro, ou até uma doença que estimula a perda dentária.

Mas, não desespere: se tem um dente que caiu ou que se partiu, saiba que há solução.

Antes de tudo, mantenha a calma e respire fundo!

Agora, conheça as 5 dicas que reunimos neste artigo e que explicam o que deve fazer para resolver esta situação imediatamente. 

Saiba o que fazer com o dente que caiu ou se partiu

Imagine um cenário: o dia amanheceu ensolarado e o ventinho fresco de outono deu-lhe as boas-vindas. Acordou bem disposto e, ao invés de seguir a rotina diária, desta vez resolveu ir para o trabalho de trotinete. Pegou nas suas coisas, escolheu a playlist que tem as músicas que mais gosta e seguiu o seu caminho. Mas não contava com a pedra solitária no meio da rua, precisamente no sítio por onde a sua trotinete passou. Não teve tempo de se desviar: desequilibrou-se, caiu e…seu dente também.

Outra situação: está a comer um torresmo ou outro alimento mais duro, como uma azeitona com caroço. Mordeu-o e sentiu que alguma coisa dentro da sua boca saiu do lugar. Olhou-se ao espelho e viu que foi um pedaço de um dente.

Estes são alguns dos muitos exemplos que explicam que para os seus dentes caírem ou se partirem basta que estejam na sua boca!

E, perante este cenário, o que fazer?

Tenha calma e leia as 5 dicas que o vão orientar sobre o que fazer com o seu dente que caiu

1- Respire fundo, porque não adianta de nada ficar desesperado. Às vezes, em situações em que somos surpreendidos, é comum que fiquemos ansiosos e atrapalhados. Tendo a cabeça nas nuvens, de certeza que alguma coisa irá falhar! 

2- Guarde bem o dente que caiu. Caso se tenha partido, junte todos os pedaços que encontrar. Se tiver caído inteiro, pegue nele pela coroa e nunca pela raiz, pois as fibras do ligamento periodontal podem ser rompidas. Estas fibras, além de muito sensíveis, são indispensáveis para o reimplante do dente.  

3- Limpe o dente suavemente, com soro fisiológico, sem friccionar a raiz. Lembre-se do quanto ela é sensível e importante por causa dos seus ligamentos.

4- Depois, hidrate o seu dente, colocando-o dentro de um frasco com leite, soro fisiológico ou embebido na própria saliva. Isso vai fazer com o ligamento do dente que caiu continue “vivo”. 

5- Depois, procure imediatamente um médico dentista. Só este profissional poderá realizar um diagnóstico preciso do dente que caiu e indicar o tratamento mais adequado. 

Recomenda-se que leve o mínimo de tempo possível para procurar a ajuda de um profissional. Estima-se que há mais hipóteses de recuperação do dente se se fizer o tratamento em até 2 horas.  

Mas, fique atento. Este pode ser um sinal de alerta! Embora os acidentes possam ser os responsáveis por algumas perdas de dentes, é bom que saiba que se um dente caiu ou se partiu pode ter sido consequência da falta de cuidado com a saúde oral.

Por isso, é bom saber em que outros casos os seus dentes correm perigo.

Conheça as consequências da falta de higiene oral que podem levar à perda dentária!

A periodontite é uma destas situações e é considerada uma das causas mais comuns da perda dentária. 

A acumulação de placa bacteriana e tártaro nos dentes pode desencadear um processo inflamatório e infecioso que afeta o osso que suporta o dente. Essa acumulação ocorre pela falta de escovagem e do uso de fio dentário diários, por exemplo. Daí a importância de manter a higiene oral sempre em dia.

As cáries, por vezes vistas como inofensivas, pode ser uma grande vilã quando o assunto é a perda de dentes. O esmalte do dente descalcificado e a invasão de bactérias amolecem e destroem a sua estrutura. E este é mais um motivo para nunca abdicar da higiene oral diária. 

Também há o risco de traumatismo dentário. Às vezes, depois de uma queda, o dente não cai e nem se parte automaticamente, mas com o passar do tempo começa a escurecer. Para além de ficar com uma aparência menos agradável, o dente pode enfraquecer e cair. 

E há ainda situações que nem sempre são possíveis de se controlar.

O bruxismo é uma delas. O ranger, apertar ou esfregar dos dentes uns nos outros pode causar fissuras e até estimular a perda do dente. Isto porque a força da mordida de quem tem bruxismo é muito grande, em média, 100kg.

Considerado um distúrbio do sono, é também uma atividade do sistema mastigatório, que, geralmente, ocorre por 40 minutos a cada 1 hora, diurna ou noturna. Para se ter uma ideia do quanto o bruxismo é prejudicial, em circunstâncias normais os dentes de uma pessoa tocam-se durante cerca de 20 minutos por dia, com peso um entre 10kg a 20kg. 

Alguns medicamentos supressores do metabolismo ósseo, muito usados para tratamentos de osteoporose, por exemplo, e terapias agressivas, como a quimioterapia e a radioterapia, também podem causar a perda dentária.

Mas, atenção: mesmo com a saúde oral em dia e os cuidados necessários para não trincar, rachar ou partir os seus dentes, a perda dentária pode ser um sinal de alerta para doenças que se manifestam através da boca.  

Anemia, leucemia, bulimia, cancro oral, doenças autoimunes, diabetes e cirrose hepática são algumas das doenças mais comuns que podem ser anunciadas pela boca.

Por isso, as recomendações acima não são válidas para quem, mesmo praticando uma boa higiene oral diária, e sem ter sofrido algum trauma nos dentes, tiver feridas, dores, sangramento ou qualquer situação atípica e por mais de 15 dias. Nestes casos, não pense duas vezes e procure o seu médico dentista o quanto antes.

Mas, se acabou de ter um acidente e perdeu um dente, se sentiu que este se partiu por algum movimento mais brusco quando mordeu algo, ou passou por outra situação parecida com as que apresentámos aqui, temos uma boa notícia: assim como há formas simples para evitar a perda dos dentes, também há alternativas para recuperar o dente que caiu ou se partiu.  

Então, convidamo-lo a conhecer o Cartão Dental Premium!

Existe um cartão que, mesmo não sendo um seguro saúde, oferece, com formas simples de pagamento, 2 implantes dentários com coroas e mais de 75 tratamentos para recuperar os seus dentes, em caso de trauma, fratura, ou até para manter a sua saúde oral em dia.

Precisa de fazer um canal? A recomendação do médico dentista foi a obturação de um ou mais dentes afetados por cáries? Ou reparou que alguns dentes escureceram? 

Não precisa de esperar mais para resolver o que precisa ou o que quer solucionar.

Precisa de implantes dentários?

Com o Cartão Dental Premium também é possível fazer até 2 implantes dentários com coroas e ter dentes bonitos e saudáveis novamente. 

Além de todos os tratamentos que oferece, seja para o dente que caiu ou para os dentes que precisam de outras formas de recuperação, o Cartão Dental Premium facilita a forma de pagamento, sendo possível o pagamento em prestações mensais, até 36x sem juros. 

O objetivo é só um: oferecer a maior quantidade de soluções possíveis para recuperar a sua saúde oral e autoestima, trazer o seu sorriso de volta e a qualidade de vida, permitindo que poupe mais. 

Para isso, o pagamento é ainda mais facilitado, pois não há a necessidade de recorrer às instituições bancárias. 

E não pára por aí!

Será atendido em clínicas de confiança perto de si, que já somam de 30.000 casos de sucesso resolvidos até agora, materiais e serviços da melhor qualidade e um atendimento personalizado realizado por médicos dentistas experts em implantologia que se destacam pelo atendimento próximo e respeitoso.

Então, informe-se mais sobre o Cartão Dental Premium e tenha a solução para qualquer emergência.

Aproveite e agende agora a sua avaliação oral completa, com raio-X, sem custos. Tenha o diagnóstico do seu caso e a solução para o que precisa.

Seja o próximo a confiar e tenha a sua vida facilitada e transformada para melhor. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *