Será que devemos escovar os dentes logo após as refeições?

Será que devemos escovar os dentes logo após as refeições?

Desde pequenos que nos dizem para escovar os dentes três vezes ao dia e após as refeições. Temos de proteger os dentes da acumulação da placa bacteriana, para evitar gengivites, cáries, mau hálito, etc. Mas, por vezes, uma ação correta pode tornar-se prejudicial se não for feita no momento ou da forma certa.

As crianças nem sempre se lembram desta rotina. Por isso, os pais estão sempre atentos e mandam-nas escovar os dentes logo após as refeições, para que não caia em esquecimento. Mas, será que devemos fazê-lo logo de seguida?

A importância da escovagem dos dentes

Quando comemos, não somos os únicos a ser alimentados. Também as bactérias que dão origem às cáries se desenvolvem com os resíduos alimentares que ficam presos entre os dentes. Daí que seja tão importante escovarmos os dentes após as refeições.

Todas as escovagens são importantes, mas a mais relevante é a da noite. Quando estamos acordados, a saliva “circula” com mais regularidade dentro da boca, para além de que bebemos água. Essas ações simples fazem com que alguma placa bacteriana seja eliminada. Mas, enquanto dormimos, acontece o contrário: a saliva não é renovada com tanta regularidade e não bebemos água. E este é o ambiente perfeito para o desenvolvimento de bactérias e placa bacteriana.

Pequenos truques que ajudam a eliminar a placa bacteriana

Também não é segredo que, apesar de a escova de dentes ser o principal utensílio para a eliminação da placa bacteriana, há auxiliares de limpeza oral com um papel extremamente importante. O fio dentário, o raspador de língua e o jato de água são alguns desses utensílios que chegam a alguns cantos da boca mais difíceis de alcançar pela escova de dentes. Por isso, também não devem ser dispensados.

Para além destes “ajudantes” da escova de dentes, há pequenos truques que se podem adotar para nos livrarmos de mais alguma placa bacteriana:

  • Beber água com regularidade, especialmente depois de comer;
  • Ter sempre um kit de higiene oral, para poder escovar os dentes após as refeições;
  • Mascar uma pastilha elástica sem açúcar, caso não tenho consigo o kit de higiene oral;
  • Evitar comer alimentos açucarados ou ácidos quando sabe que não vai poder escovar os dentes de seguida;
  • Escolher a pasta dos dentes mais adequada para eliminar a placa bacteriana;
  • Bochechar com elixir oral.

Esperar ou não esperar, eis a questão!

Já aqui o dissemos e continuamos a dizer: deve escovar-se sempre os dentes após as refeições, mas não o devemos fazer nos 30 minutos seguintes, só depois disso. Confuso? Não se preocupe: vamos esclarecer já de seguida!

Quando consumimos alimentos ácidos, o pH da nossa boca altera-se e também ele fica mais ácido. Isto aumenta a probabilidade de as bactérias responsáveis pelas cáries dentárias proliferarem mais facilmente. Consequentemente, se escovarmos os dentes logo após as refeições, estaremos a ajudar a espalhar os ácidos na superfície dentária, fragilizando-os e provocando a erosão do esmalte e até da dentina. Assim, devemos deixar que a saliva faça o seu trabalho, neutralizando os ácidos, e só depois devemos escovar os dentes.

Outros erros comuns na escovagem dos dentes

Lavar os dentes logo após as refeições não é o único erro que se comete com frequência, relativamente à escovagem. Apesar de ser algo bastante simples, há algumas coisas a ter em atenção e que, por vezes, negligenciamos

Escovar os dentes com força

Aplicar força não é sinónimo de lavar bem os dentes. Quando faz muita força durante escovagem, provoca a retração das gengivas!

Toda a arcada é importante

Quando escovamos os dentes devemos dar igual importância às suas diferentes faces – interior, exterior e superfície de mastigação. Aprenda o método de escovagem dos dentes que funciona melhor com a maior parte das dentições.

A escolha da escova de dentes

As escovas de cerdas duras são perfeitas para quem tem implantes dentários, mas o mesmo não se verifica relativamente aos dentes naturais. As cerdas duras podem magoar as gengivas e provocar a sua retração.

O hábito de roer as unhas

Roer as unhas é um hábito comum entre pessoas nervosas. Mas, esteticamente, não confere um aspeto bonito às unhas e, pior que isso, não é higiénico. As bactérias presentes nas unhas podem provocar infeções no sistema digestivo e na boca!

Os dentes não são ferramentas

Quantas vezes já abriu embalagens de plástico ou cortou um fio com os dentes, porque não o conseguia fazer com as mãos? E segurar num saco, porque precisava das mãos livres? Há quem seja ainda mais ousado a abra garrafas com os dentes!

Todas estas ações são desaconselhadas, porque podem danificar os dentes, até os fios! E ainda que as fissuras não sejam visíveis a olho nu, podem dar origem a fraturas nos dentes.

Trincar alimentos duros

Cubos de gelo, rebuçados, cascas de nozes e outros alimentos duros não devem ser trincados. Tal como quando se usa os dentes como ferramentas, estes alimentos podem fraturar os dentes.

Pressa, a inimiga da perfeição

Cada escovagem deve levar, pelo menos, 3 minutos, para garantir que é eficaz.

Se comete alguns destes erros, tenha mais atenção, para bem da sua saúde oral. E, caso esteja prestes a parar para comer alguma coisa, não se esqueça que não deve escovar os dentes logo após as refeições. Espere, pelo menos 30 minutos!

Se precisar de mais do que as orientações que acabámos de lhe dar, não hesite em marcar uma consulta de avaliação oral sem custos numa das nossas cínicas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *